Pastoral da Criança

A trajetória da fundação da Pastoral da Criança é repleta de história e esperança, conquistas, superação e transformação social.
Surgiu da necessidade de diminuir a mortalidade infantil e a desnutrição, onde uma das principais causas eram as diarréias.
Dom Paulo Evaristo Arns, ao estar em uma reunião na Suíça com o Diretor do UNICEF na época, tiveram a idéia de que a Igreja poderia fazer um trabalho para diminuir a mortalidade infantil por causas facilmente preveníveis, ensinando as mães, o soro caseiro.
A partir dessa idéia Dom Paulo Evaristo pensou em sua irmã Zilda Arns para ver o que poderia ser feito.
Dra. Zilda Arns Neumann, lembrou logo de uma passagem da Bíblia. A multiplicação dos 2 peixes e dos 5 pães que saciaram a fome de 5.000 homens, sem contas as mulheres e crianças.
Cheia de fé e confiança em Deus, Dra. Zilda começou a esboçar o projeto com a esperança de ajudar a salvar milhões de crianças no Brasil e no mundo.
Começou a dividir comunidades, capacitar as pessoas que queriam fazer esse trabalho voluntário e passou a visitar as famílias e no final do mês voltava a família para ver se estavam satisfeitos.
O próximo passo então, foi dar início concreto ao trabalho da Pastoral da Criança. Dom Geraldo Magella Agnelo, que hoje é cardeal e mora na Bahia, foi escolhido para acompanhar a Dra. Zilda na organização.
Em Setembro de 1983, a Pastoral da Criança iniciou suas atividades na cidade de Florianópolis, com a finalidade de diminuir a alta taxa de mortalidade infantil existente naquele município.
A partir daí, a Pastoral da Criança só foi crescendo e se fortalecendo em várias partes do Brasil e do mundo. Atualmente estamos em 4.066 municípios acompanhando 1.816.261 crianças menores de 6 anos.
Já marcamos presença também em 17 países.
Nesses anos de caminhada muitas histórias de superação. Quando começamos a Pastoral, de cada mil crianças que nasciam, 80 morriam antes de completar 1 (um) ano. Hoje ainda morre 12 em cada mil. Então foi bem reduzida a mortalidade infantil, mas ainda não basta. Precisamos reduzir mais. Para isso precisamos manter uma qualidade das nossas ações.
Outro benefício grande, foi a redução drástica da desnutrição. Cerca de 150 mil crianças, a cada ano foram recuperadas da desnutrição.
Hoje estamos com 3,6%. Isso graças a um trabalho fantástico que os líderes da Pastoral e toda comunidade colaboraram para que tivesse esse resultado.
“ Tudo isso é graça, tudo isso é dom de Deus!”

A Pastoral da Criança em Varjota

A história da Pastoral da Criança em Varjota, não foi tão diferente, surgiu devido o grande número de crianças pobres e carentes. Foi implantada por missionários que vieram de outros lugares e divulgaram todo o seu trabalho. Dividiram as comunidades, conquistaram as pessoas e fizeram a formação de vários líderes, capazes de acompanharem gestantes e crianças até os 6 anos.
A Pastoral da Criança foi implantada em 13 de abril de 2007.
Em 2007 foram implantadas 13 comunidades
Em 2008 foi implantada mais 01 comunidade
Faltando ainda implantar nas localidades de Beira do Rio, Transval e Sangradouro.

76 líderes foram capacitados;
51 líderes estão atuando;
20 desistiram.
Em 2008 houve 03 capacitações;
Em 2009 houve 01 capacitação.

Comunidades Implantadas

01. Acampamento
02. Caixa D’água
03. Croatá dos Martins
04. Ipueiras de Cima
05. Olho D’água dos Trajanos
06. São Francisco
07. São Pedro;
08. Nossa Senhora de Fátima
09. Santa Terezinha
10. Nossa Senhora da Conceição
11. Várzea da Palha
12. Contendas
13. Senhora Sant’Ana
14. Balneário