Celebração do Domingo de Ramos marca o início da Semana Santa

Oliveira

A tradicional procissão volta a ser realizada presencialmente na Paróquia Senhora Sant’Ana

Bênção dos Ramos – Foto: Maria Vitória (PasCom)

Os paroquianos de Varjota em comunhão com toda a Igreja Católica, celebraram no último domingo (10), a tradicional Procissão de Ramos, rito litúrgico que, de forma presencial, estava suspenso há dois anos, por conta da Pandemia. E como forma de melhor organizar o retorno dessa celebração, a Paróquia realizou a cerimônia em três horários: o primeiro momento foi pela manhã, às 7h, saindo da Escola Lar da Providência em direção a igreja matriz, o segundo às 10h, em Croatá dos Martins, e o terceiro às 17h, saindo da entrada do bairro Pedreira em direção a igreja matriz.

Todas as celebrações tiveram um grande número de participantes. Desde a primeira, no início da manhã à última no final da tarde. Em cada momento, os numerosos fiéis permaneciam de máscaras, ainda observando os cuidados em decorrência da Pandemia. E sobre essa situação o pároco, Pe. Jacó Sidarta destaca a gratidão por estar celebrando o rito: “agradecidos a Deus por estarmos sobrevivendo nesta Pandemia da Covid-19. É uma grande graça poder estar aqui presencialmente reunido com os irmãos celebrando este tempo santo, adentrando na Jerusalém da Liturgia na nossa Paróquia”, afirma o pároco.

Fiéis em procissão – Foto: João Paulo (PasCom)

No início da sua homilia, na celebração das 17h, Padre Jacó, mais uma vez enfatiza a satisfação e agradecimento a Deus pelo momento vivenciado naquele dia: “Meus irmãos, bendizer a Deus, porque Ele nos dá a oportunidade de estar aqui na casa dEle. Durante dois anos celebrei praticamente sozinho esta cerimônia, sem vocês. Era difícil, era triste, mas o Senhor nos deu a graça, está nos dando a graça de sobreviver, de estar aqui na presença dEle. Então, bendito seja Deus pela nossa vida e pela oportunidade de estarmos aqui na casa dEle presencialmente”.

Procissão de entrada – Foto: Leonan Nascimento (PasCom)

Nesse período chuvoso na região, tem sido frequente a incidência de chuvas ao final da tarde. E no domingo, os indícios de precipitação eram fortemente visíveis. No entanto, os fiéis conseguiram realizar a celebração sem a necessidade de usarem seus guarda-chuvas, um detalhe também destacado por Padre Jacó: “Bendito seja Deus, que é o Senhor de tudo. Vocês viram, antes de começa a bênção dos ramos, como estava o tempo, bonito pra chover, muito relâmpago, muito trovão, mas Nosso Senhor é o Senhor de tudo. Colocou o arco-íris, e a tarde ficou tão linda, tão agradável, e nós começamos a contemplar a natureza, para que contemplando a natureza a gente preparasse o coração para vir aqui. A natureza é uma criatura de Deus, e aqui dentro nós temos o privilégio de nos encontrar com Deus Palavra, Deus Eucaristia, esse Deus que a cada ano nos lembra esse mistério do amor, para não ser somente uma lembrança que passa aqui na nossa mente, mas uma atualização do mistério”, ressalta o pároco.

A Procissão de Ramos recorda a entra triunfal de Jesus em Jerusalém, e na Igreja, esse o primeiro ato dos ritos litúrgicos da Semana Santa, que segue até o próximo domingo, na Páscoa do Senhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *