Paroquianos de Varjota voltam a realizar Procissão de Nosso Senhor dos Passos

Oliveira

Após dois anos suspensa por conta da Pandemia, Procissão de Nosso Senhor dos Passos volta a ser realizada em 2022

Encerramento da Procissão – Foto: Daiane Castro (PasCom)

Numa demonstração de amor e fé, os fiéis da Paróquia Senhora Sant’Ana mais uma vez saíram às ruas de Varjota para reviverem os passos de Jesus na Via-Sacra. O ato foi realizado na última sexta-feira (08), num percurso que deu início no bairro Acampamento e foi concluído na Igreja Matriz com a Santa Missa.

Mesmo com tempo chuvoso, os paroquianos não deixaram de realizar a procissão, que há dois anos estava suspensa em decorrência da Pandemia. Ao final da tarde, sob um leve sereno, se concentraram na praça do bairro Acampamento para darem início ao percurso que, durou cerca de duas horas.

Conduzidas sobre andores as imagens de Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores encontraram-se entre as fileiras de fiéis, na quarta estação da Via-Sacra, concretizando um gesto que é destaque na tradicional procissão.

Momento do encontro – Foto: Daiane Castro (PasCom)

“A pior dor para uma mãe é ver o filho morrer. A Natureza diz que os filhos enterram os pais, e não os pais enterram os filhos. Lá vem Ela, lá vem o Filho, os dois vão se encontrar. Um momento de muito amor e de muita dor”, afirma o pároco, Pe. Jacó, em sua reflexão dirigida aos fiéis nessa estação, e ainda acrescenta:

“Acompanhemos com o coração voltado para a Mãe de Jesus e nos solidarizemos com tantas mães que perdem os filhos. O olhar da Mãe se encontra com o olhar do Filho, o coração do Filho se encontra com o coração da Mãe, e se cumpre a profecia: ‘uma espada de dor te traspassará a alma’. Essa espada de dor, é a dor de quem ama, é a dor de quem entrega o Filho para ser o Salvador do mundo. Ela nos entregou Jesus, Ela a Mãe Dolorosa também é solidária com tantas mães que perdem seus filhos para a droga, para a imoralidade, para as coisas erradas da vida. Mãe nenhuma está sozinha, Maria Santíssima acompanha você que é mãe em sua dor”, conclui.

A Procissão de Nosso Senhor dos Passos, embora tendo sua origem ainda na Idade Média, não é um rito celebrado em toda a Igreja Católica. Mesmo que seja comum, a realização de procissões da Via-Sacra, o encontro das imagens nem sempre está presente nesse formato. Na Paróquia Senhora Sant’Ana, a procissão foi realizada pela primeira vez no ano de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Celebração do Domingo de Ramos marca o início da Semana Santa

A tradicional procissão volta a ser realizada presencialmente na Paróquia Senhora Sant’Ana Os paroquianos de Varjota em comunhão com toda a Igreja Católica, celebraram no último domingo (10), a tradicional Procissão de Ramos, rito litúrgico que, de forma presencial, estava suspenso há dois anos, por conta da Pandemia. E como […]